Julho - 02

Saiba como iluminar seus ambientes com perfeição

A importância de escolher a melhor iluminação para cada ambiente da casa vai muito além da economia na conta de luz. A quantidade de luz presente em cada lugar pode interferir diretamente no humor, na concentração e na motivação das pessoas.

Pensando nisso, queremos mostrar a você os principais fatores que influenciam cada uma das partes da sua casa, deixando-as com a iluminação perfeita. Mas antes de saber como escolher, é preciso identificar a função de cada. Geralmente a iluminação assume três funções essenciais:

- ILUMINAÇÃO GERAL OU DE AMBIENTE

Esta é a luz distribuída de forma regular por todo ambiente, seja luz natural (de janelas ou portas) ou a luz artificial (de lâmpadas ou candeeiros). 

- ILUMINAÇÃO DE TAREFA

O próprio nome já diz tudo: essa é a luz utilizada em áreas onde se realizam determinadas tarefas, como leitura, escrita ou mesmo na cozinha. É importante que não produza sombras ou atrapalhe a tarefa a desempenhar. Ela deve ser mais brilhante do que a iluminação geral ou de ambiente.

- ILUMINAÇÃO DE DESTAQUE OU PONTUAL

Este tipo de iluminação serve para destacar determinados elementos da divisão (como um móvel, uma peça de arte ou uma estante, por exemplo). Esta iluminação de destaque cria um contraste de luz e sombra em torno do objeto que se pretende destacar.

Agora que você já conhece as principais funções da iluminação, é preciso levar em conta alguns aspectos importantes na hora de compor seus ambientes.

E ONDE USA O LED?

As lâmpadas de LED estão ganhando cada vez mais destaque e estão virando as queridinhas do público, uma vez que iluminam mais e gastam menos que as incandescentes. Contudo, existem algumas situações em que elas não são a escolha ideal. Claro que o ideal é sempre optar pela luz natural, mas quando isso não é possível, escolher por uma combinação de lâmpadas cálidas e halógenas é alternativa para evitar aquele excesso de branco, que incomoda e cansa a visão. 

LEVE EM CONTA SUA IDADE

Como todas as partes do nosso corpo, os olhos também são afetados com o passar do tempo. A necessidade de luz de um idoso de 80 anos é, em média, quatro vezes maior do que a de uma criança de 10 anos. Por isso, levem em conta a idade de quem vai ocupar seu ambiente na hora de organizar a iluminação.

CADA TONALIDADE PODE FAZER A DIFERENÇA!

Amarelo: a cor dá a sensação de uma área quente, calma e aconchegante. É ideal para quartos, salas de estar, hall de entrada, entre outros.

Branco: preservam o aspecto natural do espaço, sem interferências nas cores originais.

Azul: passa a impressão de um ambiente limpo, dinâmico e frio. Lâmpadas com essas tonalidades são mais indicadas para cozinhas, ambientes hospitalares, banheiros, entre outros.