Julho - 02

A importância do render nos projetos

Se você ainda não teve contato com renders, certamente vai se surpreender quando tiver contado com essa ferramenta. Se você já compôs ambientes com móveis sob medida, já sabe o que ela pode fazer para facilitar o entendimento e a visualização do resultado do projeto. Mas, afinal, o que de fato é um render?

Não saber o que é render ou não conhecer o processo de renderização é perfeitamente normal, principalmente se a pessoa não está familiarizada com o termo. Fazendo uma pesquisa rápida, encontramos a palavra acabamento como um de seus sinônimos.

Em uma linguagem simples, renderização é o processo em que uma imagem é gerada com a intenção de simular determinadas condições reais. Nessa espécie de acabamento, são considerados vários detalhes do projeto, incluindo a projeção dos raios luminosos, materiais e simulação das superfícies entre outros.

É o último passo de um trabalho em 3D e onde uma boa parte da “mágica” acontece, trazendo condições muito realistas de projeções até então mais técnicas. É como uma imagem quase real de algo que até então só existe no papel.

E por que o render é tão importante na hora de efetuar sua compra?

Simples. Com o processo de renderização, é possível prever com uma exatidão assustadora como um projeto ficará quando terminado. É um recurso muito bem-vindo, tanto para o cliente quando para o arquiteto, pois facilita a visualização de cada espaço e do volume ocupado por cada móvel.

Com a criação desta realidade virtual, até mesmo o cliente mais avesso à tecnologia poderá ver e compreender as diferentes fases do projeto, propondo alterações, corrigindo detalhes e ditando novos rumos à obra desde o processo de desenho. Dessa forma, evita-se uma série de dores de cabeça e desperdícios enormes de tempo e dinheiro com modificações durante a obra.