Agosto - 20

Como aplicar o minimalismo nos seus ambientes

Seja no design, na decoração ou mesmo no lifestyle, o Minimalismo está cada vez mais em alta. Quando traduzimos essa expressão em um ambiente, logo imaginamos poucos móveis e paredes brancas. Mas o movimento é muito mais do que isso. Pessoas que vivem essa cultura dão adeus a qualquer tipo de excesso de consumismo.

De onde veio o Minimalismo?

Se engana quem pensa que esse é um movimento recente. A expressão surgiu a partir de uma série de movimentos artísticos e culturais no início do século XX, mas ganhou mais notoriedade a partir de 1980, quando os designers passaram a integrar seus conceitos aos ambientes.

Mas afinal, o que é o Minimalismo?

A ideia é simples (em todos os sentidos): subtrair tudo aquilo que é desnecessário. A aplicação desse preceito a todo um estilo de vida é que parece ser mais complexa. Linhas retas, formas geométricas simples, ambientes decorados com poucos objetos, cores neutras e produtos com layout mais clean possível. Tudo isso sempre primando pelo conforto e aconchego.

Como decorar um apartamento Minimalista?

O design minimalista propõe que os ambientes sejam claros, arejados e decorados com poucas mobílias, dando preferência à madeira como material. As cores mais vibrantes são mais utilizadas em elementos decorativos e a presença de materiais naturais como madeira e couro.

Invista em móveis duráveis de design simples, poucas texturas e cores neutras. Em ambientes de cores claras, é mais fácil perceber os objetos que decoram o espaço.  É por isso que peças desnecessárias são tão facilmente notadas e sua presença causa aquela incômoda sensação de poluição visual.

Para não deixar a casa com cara de hospital, a inserção de cores e elementos fica por conta de pôsteres e quadros espalhados por locais estratégicos.

As lâmpadas de LED também fazem parte da construção desse ambiente mais clean. Quanto ao design, opte por luminárias e pendentes, valorizando a estética do ambiente. Para esse tipo de acessório, peças com madeira, cobre, concreto ou metal são muito bem-vindos.

O estilo de vida minimalista pode parecer simples de ser aderido, mas requer dedicação e muito esforço. A ideia aqui também é livrar-se do excesso e viver apenas com o necessário – mas o processo de desapego é o maior obstáculo para alcançar esse feito.

Minimalismo é também reduzir a chamada “tralha mental”: eliminar as distrações, recusar tudo aquilo que nos distancia dos nossos propósitos e manter apenas o que é essencial. O objetivo é simplesmente focar naquilo que é realmente importante.